No interior gaúcho, a pequena Cambará do Sul tem chamado a atenção e atraído visitantes de várias partes do Brasil e do mundo. Distante apenas 190 quilômetros da capital Porto Alegre, a pacata cidadezinha, de quase sete mil habitantes, serve de ponto de partida para a visitação do maior conjunto de cânions da América do Sul. São 60 cânions distribuídos por mais de 200 quilômetros de exuberância natural.

Foto Roberto Grillo

O Cânion Itaimbezinho e o Cânion Fortaleza são os atrativos mais conhecidos na região. Em dez anos, o número de visitação nestes atrativos triplicou. Em 2007, Itaimbezinho e Fortaleza, juntos, receberam mais de 75 mil visitantes. No ano de 2017, mais de 220 mil turistas estiveram nos dois parques nacionais.

A palavra Cambará é de origem tupi-guarani e significa “folha de casca rugosa”. É o nome de uma árvore típica da região. Na praça central de Cambará do Sul é possível conhecer a árvore. Suas folhas verde-claro são conhecidas pelo poder medicinal. São ótimas no combate a gripes e tosses fortes.

Foto Roberto Grillo

Cambará do Sul é conhecida também como a “Terra dos Cânions”. A pequena Cambará do Sul é campeã no ranking de baixas temperaturas, sendo que o seu inverno está sempre entre os lugares mais frios do Brasil.

Para atender os visitantes, a cidade conta com uma boa rede de serviços formada por hotéis, pousadas, restaurantes, bistrôs, pubs, agências de turismo e guias locais. No site oficial da Prefeitura de Cambará do Sul (www.cambaradosul.rs.gov.br) é possível encontrar informações completas sobre os atrativos e também os contatos das empresas que oferecem os passeios.

🔥33