Trafegar pela Serra do Corvo Branco, formada há 160 milhões de anos é uma aventura inesquecível. Considerada uma das estradas mais incríveis de Santa Catarina, a estrada começou a ser construída na década de 50 para ligar a Serra ao litoral catarinense. São nove quilômetros de trechos íngremes, curvas negativas de 180º, passando por uma garganta de rocha com 90 metros de profundidade, considerado o maior corte em rocha do Brasil.

Serra do Corvo Branco – Urubici e Grão Pará / SC – Foto Odairson Antonello

Localizada entre os municípios de Grão Pará, a quem ela pertence e Urubici, passados mais de 60 anos a estrada ainda não foi concluída. Moradores locais contam que a enorme fenda foi aberta com um trator de esteira. Antes disso, o caminho era cruzado por cima da Serra por tropeiros que nos cargueiros em cima do lombo de cavalos ou mulas transportavam mercadorias, como charque, sal e até mesmo correspondências.

Quem visita a Serra do Corvo Branco, além da estrada, pode aproveitar para realizar uma caminhada pela borda, a trilha inicia no lado direito da montanha. Do topo, cerca de 1.470 metros de altitude acima no nível do mar é possível observar a Serra do Corvo Branco, a fenda e vislumbrar parte da Serra Geral, podendo inclusive, em dias de tempo bom avistar o mar. Vale a subida de quem tiver disposição!

Curiosidade: A estrada tem este nome por causa do urubu-rei, ave de plumagem branca que foi, erroneamente, chamada de corvo. O animal possui uma envergadura que varia de 170 a 198 cm e peso que oscila de 3 a 5 kg. Ele tem poucos predadores naturais, mas, devido à baixa reprodutividade da espécie e à degradação do seu habitat, é uma espécie cada vez mais rara de se observar.

🔥158