Localizada na Serra Catarinense, Urupema é considerada o município mais frio do Brasil. A ocorrência de neve, geada e sincelo, despertam o interesse dos turistas por essa região. No entanto, a cidade possui um leque de outros atrativos pouco explorados nas quatro estações, os quais poderiam ser uma alternativa de geração de renda para um local que foi marcado pelo insustentável ciclo extrativista dos pinheiros de araucária, nos anos de 1940 a 1970.

Visando promover as potencialidades turísticas da região, o Instituto Federal de Santa Catarina – Câmpus Urupema promove diferentes cursos na área de turismo, como o FIC Condutor Ambiental. Apesar da formação profissional, os egressos desse curso sempre encontraram desafios para atuarem na área, principalmente pela falta de articulação com proprietários que possuem atrativos, ausência de pontos mapeados para visitação e pouca experiência
na atividade da condução.

Fazenda do Barreiro

Diante desse cenário, a servidora Camila Koerich Espindola, em parceria com a Prefeitura Municipal de Urupema, desenvolveu o projeto de extensão “Pelas Trilhas, Contos e Sabores de Urupema”. O projeto teve como objetivo fomentar a geração de renda e a valorização de pontos naturais, históricos e gastronômicos através da condução ambiental. Durante o ano de 2019 foram executadas diversas atividades, como o georreferenciamento e resgate da história local dos atrativos naturais, curso de reciclagem para condutores ambientais egressos, seleção de atrativos gastronômicos e a confecção de um mapa turístico, com pintura artística realizada pela bolsista Nani Rodrigues.

Se você deseja se aventurar e conhecer as belezas e histórias de Urupema, como o Morro do Combate, palco de uma revolução entre Federalistas e Republicanos em 1927, é possível agendar uma visita com os Condutores Ambientais “Trilheiros das Araucárias”. Depois da caminhada, não perca a oportunidade de experimentar a deliciosa gastronomia típica.

🔥71